segunda-feira, 2 de maio de 2016

Relações Governamentais e sua percepção de valor!

Olá a todos!
O jornal Valor Econômico divulgou recentemente pesquisa realizada pelo Instituto de Relações Governamentais (IRELGOV) em parceria com Fundamento RP sobre a percepção de valor da área de relações governamentais dentro das empresas (http://www.valor.com.br/carreira/4543633/relacoes-governamentais-sao-mais-bem-vistas-por-empresas-que-populacao).
Dita pesquisa reforça um importante movimento dentro do mundo corporativo, nesse caso, a revisão de sua forma de relacionamento com os Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo.
Indiscutível, também, a necessidade corporativa de ter um profissional habilidoso e técnico para criar e/ou aperfeiçoar um canal de comunicação/relacionamento ético e transparente com esses Poderes como forma de viabilizar o seu progresso de maneira lícita e sustentável.
Com isso, as corporações devem buscar profissionais de relações governamentais com os seguintes atributos:
- Visão estratégica de negócios
- Identidade com seus valores éticos e legais.
- Comportamento ético e moral impecável.
 - Habilidade no desenvolvimento de relacionamento com órgãos governamentais para identificação de oportunidades e/ou mitigação de riscos corporativos que resultem em ganhos operacionais dentro de suas operações.
- Conhecimento sobre os processos decisórios de cada um dos poderes.
Vale a pena reforçar que o profissional de relações governamentais está focado em prover soluções e minimizar entraves ao progresso corporativo sem invadir o campo de atuação da área de desenvolvimento de negócios com os órgãos públicos.
Assim, as corporações devem refletir sobre a importância desse tema dentro da sua estratégia de crescimento e perenidade.
Forte abraço!
Roberto Goldstajn

Nenhum comentário:

Postar um comentário